A primeira vez, a gente nunca esquece, o primeiro beijo a primeira namorada (o).Por ai vai... Nessa postagem especial contamos com a participação de alguns dos nossos parceiros. CContando como foi sua primeira experiência jogando SNES.

DEPOIMENTOS:
Pois bem, vou começar contando minha história, eu morava em um condomínio de apartamentos, e tinha uma amiga da minha mãe que confeccionava bijuterias. Uma certa noite minha mãe foi na casa dela e eu fui junto, quando chegamos lá vi aquela cena mágica, do filho dela (meu amigo), jogando Snes e pedi para jogar,  o jogo era Super Mario World, nunca irei esquecer, HAHA !.

Gabriel (Titia) GLStoque:
Fala Ives,

Não sei muito o que dizer, mas tentarei contar o que me lembro da primeira vez que joguei em um SNES.
Um dia, meu cachorro mordeu o fio do controle do Turbo Game lá de casa, jogou o treco no chão e o estragou de vez. Meu irmão quase matou o cachorro que ficou escondido em nosso guarda roupa a tarde inteira. Um sufoco! Depois, me lembro de chegar em casa e meu irmão estar na sala e Mega Man X rolar pela tela da televisão que antes sustentava jogatinas de nintendinho. A música era eletrizante e o jogo era maravilhoso. Não sei por quanto tempo assiste meu irmão jogar esse game, acho que ele chegou até a pegar o Hadouken, sei lá, MMX voltou tantas vezes para o Super Nintendo que fica difícil definir quais foram as vezes. Enfim, não me lembro se joguei o Super Nintendo nesse mesmo dia, sei que joguei no outro fim de semana quando meu irmão estava com Donkey Kong Country. E irmãos mais velhos são criaturas do capeta né? Depois de jogar bastante, ele trancou a porta da sala e me deixou de fora de tudo. Daí, fui assistir televisão no quarto da minha e como mágica, Donkey Kong estava passando no canal 3 da outra televisão como mágica. Assim pude assistir ele jogar do mesmo jeito. Sou esperto!
Essa foi minha primeira experiência com um Super Nintendo, pelo menos a primeira que eu me lembro, mas acho que é a primeira sim.
Espero ter ajudado.
Fico feliz que tenha me convidado, obirgado pela oportunidade de contribuir.

Qualquer coisa é só gritar, valeu?

Abração!
Gabriel

Solo Player Jogando com amigos
O colega Ives do Planeta Snes me convidou para participar desta postagem para relatar como foi o meu primeiro contato com o videogame Super Nintendo, pois bem, como já faz bastante tempo fica difícil até de lembrar, mas posso contar mais ou menos como foi.
A época ao certo fica complicado na minha mente, mas digamos que mal sabia o que era videogame direito, não tenho certeza se foi antes de ter o Atari, durante o Atari ou depois que o Atari se foi, a referência éabstrata.
A única coisa que sei é que conhecia pouco de videogame, pouco  ou quase nada se falava de videogame, não tinha contato com revistas nem nada.
Certo dia não sei porque, ou não sei aonde, fiquei sabendo que havia uma locadora na cidade com uns cartuchos diferentes, e fui até lá saber qual que era, e realmente era tudo muito diferente, tinha de tudo, tinha Atari, Master System, Nintendinho e vários filmes para alugar. Na locadora você pagava para jogar, escolhia o cartucho e tipo pagava 20 minutos e ficava jogando, lembro que paguei para jogar Master System DUAS vezes, na época a gente ficava encantado com as propagandas na TV e queria jogar, lembro que joguei Double Dragon as duas vezes que joguei no Master System, adorava Double Dragon, tinha no Flipperama, era o máximo dar cotovelada, cheguei na última fase as duas vezes que joguei (lógico continue infinito até lá, hehehe) o jogo só acaba se você morrer na última fase. Claro que só fiquei sabendo desse detalhe anos depois, para mim na época, eu tinha morrido todas as vidas durante a jogatina.
E claro, o dinheiro era curto, joguei bem pouco, e como todo bom garoto da época, quando seu tempo acaba, você levanta e fica sapeando os outros jogando, na segunda vez, lembro que vi um garoto jogando um jogo diferente, em um videogame diferente, vi, achei nada demais, mas fiquei curioso, achei o garoto muito ruim, e claro perguntei que videogame que era e quanto que era para jogar, obviamente era mais caro que jogar no Master System, resolvi que talvez da próxima vez ia tentar jogar nele.
O nome da locadora, esqueci de citar, era a STAR, eu acho que tinha um segundo nome, antes ou depois do STAR, tipo STAR VIDEO LOCADORA, mas sinceramente não lembro, pouco importa, chamávamos ela de STAR. Não lembro como, arrumei dinheiro, não lembro como fui parar na STAR, e não me lembro como tive coragem de jogar no videogame mais caro, é sério, jogar no videogame mais caro era reduzir sua diversão, e sempre optei mais pela quantidade do que pela qualidade, mesmo porque não tinha senso de qualidade, menino é menino, ou vai dizer que você nunca preferiu comprar 8 chicletes ao invés de um chocolate porque o chiclete tinha mais, ou comprar 4 balas ao invés de um chiclete, ou comprar Fandangos ao invés de Ruffles, porque a quantidade era sempre maior?
Em algum acesso de loucura ou de extrema curiosidade fui jogar naquele videogame caro, é sério, nunca tinha visto, ouvido falar ou ter uma noção do que que era aquilo, e tipo, o preço, meia hora no Master System, era dez minutos no videogame caro, o dinheiro que iria me satisfazer várias fases do Double Dragon sendo trocado por miseros minutos no outro videogame, nessa época, lembro que o Street Fighter 2 tinha acabado de sair para o Super Nes, porque tinha poster na locadora, e claro, tinha o cartucho e mais claro ainda, não queria jogar aquilo.
O jogo que escolhi, ou melhor que me recomendaram foi Super Mario 4 ou Super Mario World como era conhecido por todo mundo. Gente, que 
jogo legal, que controle legal, que videogame legal, que personagem legal, que som legal, tudo era legal, tudo era mágico, que cores, eu mal conseguia controlar o Mario direito, não consegui passar nem da primeira fase, aquela que você vai para a direita, achei dificil pular aquelas plataformas, achei o máximo pegar o Yoshi, lembro que não consegui nem pegar a Flor de Fogo, para vocês terem noção do tanto que avancei no jogo, mas achei tudo incrivel, fui tomado por uma vontade louca de jogar aquilo lá mais, mais e mais, o lugar era mágico, o cheiro do lugar era mágico, era um brinquedo mágico, um jogo mágico, e por incrível que pareça acabou mais rápido do que eu poderia imaginar, o tempo acabou, não tinha mais dinheiro, joguei MUITO pouco e tive todas essas sensações aí.
Fiquei vários dias pensando no jogo do Mario 4, lembro que mal conhecia o Mario 1, mal sabia o que era videogame, nesse meio tempo lembro de ter jogado Castlevania 1 na casa de um amigo e achado o máximo, queria jogar o Mario 4 novamente, queria porque queria, como da primeira vez, não lembro como arrumei dinheiro, não lembro como fui parar lá, isso porque eu lembro bem, se falasse com meu pai que era para dar dinheiro para jogar, ele não dava, por fim, fui jogar uma segunda vez naquele console mágico, aquele jogo mágico, mas claro, mesmo com toda a expectativa, a segunda vez não é mágica como a primeira, e o brinquedo não teve nem 10% do encanto da outra vez, e lógico, não avancei no jogo do mesmo jeito, e o tempo passou mais rápido ainda, quando acabou e vi que o tempo tinha sido bem menor do que eu esperava que seria, me senti com uma sensação de frustação e chateado por ter gastado todo o dinheiro que eu tinha tão rápido, neste ponto de arrependimento voltei ao normal do acesso de loucura, e pensei comigo, da próxima vez que tiver dinheiro, ou vou jogar no Master System que o tempo dura mais, ou vou alugar um cartucho para jogar em casa, ou vou comprar um Fandangos, ou um Waffer, sei lá, mas não vou jogar esse negócio mais não.
E foi assim... Vários anos depois, ganhei meu Super Nes, o meu terceiro videogame, que minha mãe fez consórcio para poder comprar, e claro, a versão mais pé duro, um controle só e sem cartucho, vinha na caixa e tals, muito encantadora, mas o de todo mundo vinha com Mario 4, para eu finalmente jogar o Mario 4 tive que arrumar emprestado... Mas nessa época nem queria tanto, o Mario 2 que aluguei uma vez no Nes, e que sempre tive vontade de jogar é que tive muita dificuldade em conseguir um cartucho, só pude jogar quando já nem fazia mais questão, quando consegui um cartucho do Super Mario All-Stars + World, que tinha Mario 4, Mario 2 entre outros, daí pude jogar tudo, mas não com o mesmo gosto...
Eu só penso como seria se eu pudesse jogar o tempo que eu quisesse da primeira vez que pus os olhos no Mario 4...

Elias Eugenio 16 Bits Retrô

A primeira vez que eu joguei um Snes foi em 1993 com o jogo F-zero, era um jogo inovador para a época principalmente no quesito trilha sonora alem de usar a engine mode7 e claro sua jogabilidade praticamente perfeita
mais tenho que dizer até hoje o jogo que realmente me deixa sem palavras é The Legend of Zelda : the Link of past.



Raphael Dkc Forever
"Bem, não lembro de tudo, afinal eu ganhei meu SNES aos 5 anos e hoje tenho 19. Como todos, veio com o jogo Super Mario World, e na época, eu não sabia jogar nada, pq tinha jogado bem pouco no SNES do meu primo, com direito a horas de risadas com as piores mortes em Super Mario Bros. 3. Lembro q não conseguia passar da primeira fase, mas após uns 3, 4 meses, já tinha conseguido chegar no Bowser, mas sem completar tudo; fiquei anos sem conseguir passar a fase Tubular, simplesmente chegava até ela e a deixava lá. Na sequência veioSuper Mario Kart, onde passava horas correndo, mesmo já tendo vencido os campeonatos infinitas vezes, e correndo pra marcar meus melhores tempos no Time Trial.
No geral, essas foram as minhas primeiras experiências com o SNES, q tá vivo até hoje."

Olá Amigo Ives, venho contar a minha primeira vez com um Super Nintendo foi bem assim: Era num sábado em 1994 o dia certo isso eu não lembro mais foi na casa de um primo ele tinha um NES e seu vizinho tinha um Super Nintendo  precisava de dinheiro então eles fizeram a troca para meu primo voltar uma grana pra ele rsrsr, até então eu não havia jogado um Super Nintendo ainda neste dia fiquei o dia inteiro na casa do meu primo e o primeiro jogo que joguei só podia ser Super Mario World, na qual me tornei muito fã, pena que o primeiro Super Nintendo que joguei não era Meu  Smiley chorando, mais consegui comprar um para mim 6 meses depois ai foi só alegria a que saudade......


Para finalizar, eu agradeço a participação de cada um de vocês em meu humilde blog.
Obrigado, um abraço !


Por: Planeta Snes quinta-feira, setembro 15, 2011 | As

Buscar